Uma História Do Presente: O Melhor E O Pior Dos Mundos

Sinopse

Nas décadas que se seguiram ao fim da Segunda Guerra Mundial, a noção de que o mundo deve ser governado segundo o modelo ocidental da democracia liberal e do mercado livre foi amplamente aceite. Contudo, vários acontecimentos no dealbar do século XXI puseram em causa a ideia corrente de que não há outro caminho. Quem podia adivinhar que a China havia de se tornar uma defensora da globalização e liderar a batalha contra as alterações climáticas? Ou que a Rússia pós-soviética viria a representar uma ameaça mais séria à estabilidade mundial do que o Daesh? E à medida que os Estados Unidos se viram para dentro e que a Europa é assolada por políticas de austeridade e nacionalismos populistas, o consenso do pós-guerra parece ser cada vez mais precário. Mas será que vivemos mesmo no pior dos mundos? Numa análise estimulante do mundo contemporâneo, o aclamado historiador Michael Burleigh sugere que, não obstante estarmos talvez na iminência de mudanças ainda mais significativas, é possível que, a seu tempo, os riscos se transformem em mudanças com um carácter estritamente positivo.