A Imprensa E O Império Na África Portuguesa 1842-1974

Sinopse

Com a expressão «África Portuguesa» este estudo refere-se às cinco colónias africanas sob domínio formal português até 1974: Cabo Verde, Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Guiné, territórios onde os portugueses marcaram a sua presença desde o século XV, mantendo o tráfico de escravos como principal atividade até meados do século XIX. O império colonial africano português é em simultâneo o espaço e o contexto no qual se situa esta investigação sobre a imprensa na etapa do imperialismo colonial, entre os séculos XIX e XX, no contexto da modernidade europeia. Inserindo-se no domínio sociológico, este trabalho analisa a imprensa e o jornalismo como instituição e atividade social, recorrendo às teorias da sociologia e da comunicação, bem como à ciência política, decisiva por contribuir para a caracterização dos regimes que regeram Portugal e as suas colónias no período estudado? Monarquia Constitucional (1842-1910), República (1910-1926) e Estado Novo (1926-1974).