O Cérebro Da Política

Sinopse

Compreender melhor porque os governantes agem de determinada maneira, como se tomam certas decisões, o que causa conflitos, no limite, porque começam guerras, implica, necessariamente, explorar a psicologia, a posição face ao poder/vulnerabilidade, as personalidades, os processos cognitivos, as emoções e motivações das pessoas envolvidas no teatro político. Na verdade, sempre que se procuraram explicações para a natureza do homo politicus, as cabeças voltaram-se para a Psicologia individual e social. Foi assim com Platão e Aristóteles, que desenvolveram teorias políticas incluindo as capacidades e paixões dos cidadãos, foi assim com poetas. E ainda bem, já que nada na vida faz sentido sem uma teoria, uma história que enquadre o mundo e o conhecimento que dele temos, sendo que a Psicologia Política não apenas procura compreender como se pensa ou sente mas também o porquê, transcendendo a análise política tradicional.