O Estado Novo Em Questão

Sinopse

Pretendemos com este livro, sustentado num conjunto de estudos de caso, prosseguir um percurso de investigação distinto daquele que tem caracterizado as formas dominantes de interpretar a história do período identificado com os governos do Estado Novo (1926-1974). Encontramos este olhar hegemónico em trabalhos académicos centrados no estudo do projecto ideológico do regime e nas intenções dos seus governantes, nomeadamente nos desígnios do seu chefe, António de Oliveira Salazar. Uma recente catadupa de publicações legitima a existência de uma narrativa histórica personalizada na vontade de um homem, expressão mais evidente do regresso de uma certa história biográfica, estimulada agora pelos desejos do comércio editorial, que retrata apenas os dominantes, e ainda assim menosprezando as configurações sociais que constrangem e possibilitam as suas acções e estratégias. Esta visão não é apenas veiculada por trabalhos estritamente académicos. A figura de Salazar sustenta uma literatura de divulgação histórica, dirigida a públicos mais vastos, que em parte explora difusos sentimentos de nostalgia e todo o tipo de considerações críticas em relação à sociedade actual.