Metáforas Psicanalíticas Na Obra De Mário De Sá-carneiro

Sinopse

Este livro serve-se da hermenêutica psicanalítica para evidenciar as metáforas psicanalíticas presentes no "eu lírico", no narrador e nas personagens da obra de Mário de Sá-Carneiro, todos marcados por uma intensa vida psíquica com laivos decadentistas e simbolistas, conturbadas configurações finisseculares e, sobretudo, pelo espírito do Primeiro Modernismo português. Reconhecendo com Júlia Kristeva que é um erro separar completamente o autor da sua obra, mas sem querer cair no biografismo ou na psicanálise aplicada, aborda-se igualmente a temática da histeria masculina em Sá‑Carneiro, bem como o "rito do beija-flor", noção construída para tentar traduzir o arquétipo da vida psíquica do "eu lírico" e das personagens das narrativas de Mário de Sá-Carneiro.