Os Contornos Do Eurocentrismo: Raça, História E Textos Políticos

Sinopse

Este livro propõe uma abordagem ao eurocentrismo enquanto paradigma de produção e interpretação de conhecimento enraizado no mito ocidental moderno da excepcionalidade da Europa e na reprodução de governamentalidades raciais. Em particular, interroga a relação entre conhecimento, raça e poder no centro dos debates sobre a produção e a disseminação da história, colocando em evidência a tensão que surge quando a narrativa dominante tenta acomodar outras narrativas mantendo as fórmulas autoconfiantes do eurocentrismo. O livro é um esforço interdisciplinar que dialoga com diferentes contextos e debates reveladores de entendimentos políticos e académicos da colonialidade/modernidade, especificamente na educação - abordada como uma arena-chave para explorar a (re)configuração de discursos e silêncios mais amplos sobre poder e raça. Pretendemos, assim, contribuir para a crítica do eurocentrismo e racismo contemporâneos, analisando como continuam a moldar a nossa compreensão da ordem mundial em termos raciais hierárquicos e a frustrar a descolonização do conhecimento.