Saúde, Participação E Cidadania

Sinopse

As boas práticas de governação têm vindo a apelar ao reforço da mútua interdependência entre os atores que integram dispositivos participativos, visando uma resolução competente dos problemas públicos e a melhoria da qualidade das decisões. Neste domínio, sobretudo ao longo das últimas décadas, tem-se vindo a assistir à multiplicação de iniciativas de participação cidadã, nas quais se incluem as que emergem da sociedade civil e que reportam a dispositivos na área da saúde. Este livro surge do reconhecimento de que a literatura existente sobre essas práticas não tem privilegiado da mesma maneira as diferentes regiões europeias e, por isso, reúne e discute algumas das experiências de participação cidadã que têm vindo a ser implementadas nos sistemas de saúde de quatro países da Europa do Sul, designadamente em Itália, Espanha, Portugal e Grécia. Esta obra propõe-se, assim, aprofundar o conhecimento sobre a relação entre sistemas de saúde e sociedade civil em países sul-europeus a partir da discussão concreta das potencialidade e dos limites das experiências que aqui se apresentam.