Sinopse

Rir é o melhor remédio. Mas não para ela, que tem sua vida regrada por receitas, bulas e tarjas pretas. Uma vó solitária, cheia de fé, que divide seu tempo entre a igreja, os bordados, a vizinha e a saudade do falecido. Assim é “Vó”, de Jean Galvão, muito parecida com a sua.